quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

DE FORMA LENTA!

Desejo louco o de te alcançar!
Profundamente angustiante,
a dor de não te poder amar…
Não sou sozinha…e tu, não és só tu.
Esta certeza eu já tinha,
nunca foi para nós um tabú.
Quero-te como o dia quer o sol
Quero-te como noite quer a lua.
Preciso que sejas o meu farol,
e de novo sentir-me nua!
Despida de preconceitos,
da tua pele, sedenta.
Sem roupa nem adereços…
Ama-me de forma lenta!
Autor: Sandra Isabel (As Palavras não têm Sono)
reservado direitos de autor

Sem comentários: