segunda-feira, 4 de abril de 2011

Acordar do sonho

Se eu soubesse que era assim... Tinha fugido ...
Se eu soubesse desta falta de controle ...Tinha corrido para longe...
Mas não... fiquei aqui e agora não sei o que fazer!
Se fujo, o que faço?! Como fico?!
Se corro... corro de quê?! e para onde?!
Porque haveria eu de pensar assim?! Porque haveria eu de sentir assim?!...
Nunca pensei...
Nunca senti...
Sei que não sou nada... que repugno qualquer ser...que afasto tudo o que mexe...
Mas eu não me sei mexer...
Não sei viver... hoje...
Sem ser assim...e dou por mim,
A querer o que não posso ter,
A inventar sorrisos onde não os há...
Na escuridão vejo coisas sublimes...
Encontro nos sonhos a realidade do que não foi...
Imploro para acordar....
Porque a dormir vejo e toco
Sinto e  faço
tudo aquilo que não me é permitido.

Autor: As Palavras não têm Sono
reservado direitos de autor


5 comentários:

Sinhã (açorda não) disse...

deixa: esquizofrenia assim é bom. :-)

Ulisses disse...

Sonhar é bom...

:)

Nany disse...

E porque não podes continuar a sonhar? Sonhar é tão bom :)
bjs

Natália Augusto disse...

Vemos coisas maravilhosas nos sonhos e na escuridão se o inconsciente o permitir.

Petrus Monte Real disse...

É a eterna luta entre o mundo dos sonhos e o da vida real.
Não sabemos, nem saberemos nunca, distingui-los!
Há sonhos que se concretizam.
São os sinais de esperança, em que acredito.
Muito grato pela partilha.
Gostei muito do espaço e do texto!
Saudações amistosas, se é que me permite a expressão, ainda que virtual!