terça-feira, 17 de agosto de 2010

Vou...

Sou o que não sou,
fingindo ser aquilo que queria ser...
Procuro o que não perdi
Encontro o que não achei

E no fundo do nada empurro
Este ser desageitado
que se arrasta dia a dia
caminhando desalinhado!

Autor: As Palavras não têm Sono
reservado direitos de autor

Sem comentários: